sábado, 8 de julho de 2017

FÉRIAS


FÉRIAS

_ Estou mesmo a precisar de férias.
_ Tu? Estás reformada...estás sempre em férias... 

 
Nem todas as pessoas precisam de mudar de ambiente, de cortar com a rotina, de  fazer uma pausa no ruído em que se tornou a tertúlia habitual de amigos e conhecidos e  lamber as suas próprias feridas sem ouvir os costumeiros comentários que chegam a ser odiosos quando proferidos por quem é politicamente correcto e acha que deve fazer uma boa acção, pelo menos uma vez por dia.
Nem  todas as pessoas precisam de se centrar mais  em si próprios e naquilo que lhes dá mais prazer, porque têm pudor de o dizer.
Nem todas as pessoas têm um entorno familiar que compreenda a necessidade  que  um dos seus membros sente de se evadir para  no regresso  relativizar tudo com mais facilidade e sorrir de forma mais espontânea.
Nem todas as pessoas acham que faz bem à saúde mental distanciar-se, perder-se e reencontrar-se.
Concluindo, para se ter férias é preciso ter coragem.
É preciso sofrer, quebrar barreiras, bater o pé, espernear até que os outros compreendam que se está à beira do abismo...
Então, a qualquer sexagenário, talvez lhe sejam recomendadas "umas Termas" porque tratando o físico, também se trata a mente.
 Eu preciso de férias!
Mais uma vez é preciso ter coragem.
 Eu, mais uma vez,  não tive.

 "Férias", essa palavra tão coloquial, que pode fazer parte da vida de  todos, ou só de alguns, conceito muito pessoal que só cada um pode atribuir o devido significado.


Sem comentários: